Thursday, June 08, 2006

Retalhos da vida de um padre...

Nestes últimos três anos tivemos bastantes problemas económicos, devido à crise económica que o nosso país vive. Para mim está a ser uma verdadeira prova de fogo. Vim diminuir o trabalho e as entradas serem cada vez menos exíguas. Comecei a chamar os meus clientes, para apresentarmos novos projectos com orçamentos melhores, mais baixos, por isso mais acessíveis, mas não chegavam mais encomendas.
Que fazer?
Em casa reduzi cada vez mais as despesas, procurando viver com menos.
Aprendi a adormecer apesar das dívidas, a estar mais com os meus filhos para que não lhes pesasse tanto a situação.
Recomecei a rezar, a pedir, com fé, ajuda ao céu.
A economia de Deus é diferente da nossa.
O Evangelho diz: “Dai e dar-se-vos-á” e nós verificamos isto na nossa pele todos os dias, das coisas mais pequenas até às maiores. Entretanto, fazemos todo o possível, recolher jornais, cartão, embalagens e garrafas de vidro para vender; as crianças fazem saquinhos de doces para vender, etc. No nosso bairro muitas pessoas batem à porta pedindo alguma coisa e por vezes demos a única coisa que tínhamos. Uma vez, a minha mulher ofereceu um quilo de arroz e na mesma tarde recebemos 2 quilos de lentilhas…
As crianças também recebem roupas e brinquedos.
Um dia chegou-nos um carro, deixado em frente à porta da nossa casa por uma vizinha que nos disse: “disponham dele, pagam-nos como puderem”.
Assim, de carro, pudemos levar a nossa terceira filha, nascida com a síndrome de Down, a fazer os tratamento necessários…

E fico por aqui hoje… mas antes partilho um pensamento de Óscar Romero: que belo será o dia em que, numa sociedade nova, em vez de acumular e guardar egoisticamente, se distribua, se partilhe e se divida, e todos se alegrem porque nos sentimos filhos do mesmo pai! Este é o projecto de Deus.

5 comments:

Telminha said...

Esse texto é muito rico, acho que todos entendemos que devemos confiar em Deus. Dizem-me muita vez: "Não te preocupes que o Senhor providenciará!", e realmente é verdade. Quanto mais deixo Deus fazer a sua vontade na minha vida mais graças recebo. É bom sentir a providencia do Senhor e muito sinceramente gostava de a sentir mais e de uma forma mais intensa! Mtas vezes temos um feijão e alguém necessita dele, e damos a essa pessoa ficando nos sem ele. A verdade é que depois Deus retribui, dando-nos o dobro. Eu dei este exemplo do feijão, mas Deus faz isso constantemente na nova vida!

A paz esteja contigo

Manuel said...

"Dai e dar-se-vos-á..."

Simão said...

uma vez numa peregrinação, disseram-me que a medida de Deus é de um para cem. Ou seja daz-lhe um e recebes cem. Moral da historia:
Só é pobre quem quer.
Que a paz esteja com o teu espirito!

Fátima said...

Queria divulgar o nosso blog

Sinfonia Opus Zero

http://sinfoniaopuszero.blogspot.com

Um abraço

Fátima

Anonymous said...

What a great site » » »